Ano V (2014) - Diálogos possíveis

Inspirada na obra espanhola, O filme "A língua das Mariposas", a proposta deste Blog é dialogar sobre o fazer na sala de aula, a educação no Brasil e a profissão de professora, compartilhando atividades, ideias e experiências. Também é proposta dialogar sobre as questões do cotidiano e do mundo, pensando formas de interferir e sobreviver.

Atividades de Geografia

Cinema na aula: Sugestões de Planejamento:

  1. Demonstre aos alunos que você conhece o filme e apresente os motivos de tê-lo selecionado, comentando previamente com a turma que o filme servirá para complementar ou demonstrar situações do assunto que começou a trabalhar. Mostre que ele consta no seu plano de trabalho. Isso auxilia (e muito) a incentivar o interesse, pois os alunos percebem quando improvisamos, e embora o improviso deva fazer parte, não deve ser regra.
  2. Trabalhe a sinopse anteriormente, promovendo o que costumo chamar de "batalha de ideias", colocando o contexto histórico que o filme retrata, justificando a escolha, por exemplo, "esse é um clássico da época, é importante que conheçam". Comente sobre o diretor (citando outros filmes que possam conhecer), atores, contexto da produção, isso amplia o capital cultural e pode produzir curiosidade que leve a pesquisa.
  3. Peça para que tragam informações adicionais para a roda de conversa.
  4. Antes da exibição prepare-os, colocando itens importantes que deverão ser observados: diálogos, lugares, símbolos, cores, enfim, os pequenos detalhes que não são percebidos mas que são importantes. Detalhe, verifique sempre com antecedência se o equipamento para a exibição está ok, todo ele: Áudio, vídeo, DVD, computador, etc. Isso frustra qualquer trabalho se algo não funciona na hora e desestimula a turma.
  5. No dia da exibição, organize a turma na sala de forma que não pareça a hora do lazer e do sono, mostre que eles vão ampliar seus conhecimentos. Faça pequenas intervenções durante a exibição, atentando para cenas importantes, que merecem destaque, ou, quando necessário, colocando informações adicionais.
  6. Dependo do trabalho e do filme não há necessidade de que seja assistido na íntegra, pode-se fazer recortes, edições, integrar vários filmes.
  7. Para o trabalho posterior ao filme, pode-se realizar rodas de conversa, atividades em grupos ou ainda individuais.
Público Alvo: 9º ano (8ª série) (Geografia)

Expectitativa de Ensino / Aprendizagem: Compreender o impacto da globalização do capitalismo sobre a vida e o trabalho na cidade, reconhecendo e analisando os efeitos da globalização nas relações sociais.

Objetivo: Analisar em Tempos Modernos os efeitos do capitalismo nas relações sociais.

Atividade a ser desenvolvida em duplas:

Roteiro de análise do filme, após debate e leitura da sinopse sugerida, para realização de roda de conversa e avaliação.

1- Explique o significado do relógio no filme.
2- Explique de que forma os trabalhadores podem ser comparados com as ovelhas da primeira cena.
3- Nas cenas da fábrica, descreva: as atitudes do patrão; o trabalho dos empregados, as estratégias para o empregado trabalhar mais.
4- Explique o significado da cena em que Carlitos é engolido pela máquina.
5- Analise os prováveis motivos que levaram Carlitos a ficar doente.
6- Analise os motivos da prisão de Carlitos.
7- Descreva a situação dos trabalhadores fora da prisão.
8- Explique o papel da menina órfã no filme.
9- Liste as cenas em que se identifica a desigualdade social.
10- Analise a critica que o filme faz à sociedade capitalista, citando uma ou mais cenas que justifique a analise.


  • Referências para pesquisa na WEB:
  •  Revolução Russa:
Algumas sugestões de sites para pesquisa, e também documentários com cenas, opiniões e análises sobre esses momentos históricos. Um boa pesquisa pressupõe a leitura do material e a seleção dos intens do roteiro.

Revolução Russa - clique nos links abaixo:

1ª e 2ª Guerra Mundial e Guerra Fria - clique nos links abaixo:
Lembrem-se que na Internet há uma avalanche de informações, por isso, focar no roteiro de pesquisa os auxiliará a trazer para os seminários somente as informações solicitadas.

Acesse os links com as sugestões de referências para o roteiro de pesquisa e produção de vídeo.

  1. Mapa da crise européia - Link do Jornal O Globo;
  2. Origem da Crise na zona do Euro (União Européia) - Jornal Valor Econômico;
  3. Origem da Crise nos Estados Unidos (2008) - Link do Jornal Folha de São Paulo;
  4. Origem da Crise Econômica nos Estados Unidos (2008-2012) - Brasil Escola;


Produção de Vídeo Clipes sobre as Paisagens Construídas e Naturais: 

Público Alvo: 6º Ano (5ª série)

Objetivo: Observar, comparar e descrever diferentes paisagens, diferenciando paísagens naturais e construídas.

  1. Levantando conhecimentos e mobilizando:

  • Levante com os alunos onde reconhecem que existam paisagens. Escreva na lousa as respostas. (Em geral as paisagens naturais são as que aparecem mais nas respostas).
  • Costumo trabalhar com canções que retratam paisagens diferentes: Paisagem na Janela, Saudosa Maloca, Homem na Estrada,  Paisagem de Amor, etc.
  • As músicas citadas retratam lugares bem diferentes, assim é interessante colocar alguns trechos  no quadro, mas não a letra toda.
  • Peça para os alunos descreverem como seria o lugar citado em cada canção,  fazendo pequenas anotações durante a audição.
  • Após a audição os alunos devem compartilhar como imaginara os lugares das canções.
  • Se algum aluno desenha bem, peça que ilustre o lugar no quadro,  assim ilustrando as diferentes paisagens dos lugares. 
  • Ou ainda, essa ilustração poderá ser feita em grupos, sendo que cada grupo retratará um trecho de uma das canções.
  • Solicite que elaborem uma sintese descrevendo as observações e comparações das paisagens de cada canção.
 2. Produção de Vídeo Clipe: sistematização e avaliação:
  • Para a produção do vídeo clipe, solicite que tragam outras canções com retatros de diferentes paisagens, sugira um modelo de roteiro. A produção deverá ser em grupos.
  • Com as canções em mãos, converse com a turma para que as canções não se repitam, ou que tenham opotunidade de trocar se for necessário.
  • Nas próximas aulas, em parceria com o Laboratório de Informática, mãos à obra, os alunos deverão elaborar os roteiros e começar as produções e edições dos vídeos. Não esquecendo que o objetivo será observar, comparar e descrever as diferentes paisagens retratadas nas canções.
  • O vídeo pode utilizar técnicas de Stop Motion, usando programas free como o Pivolt e o Gimp (edição de imagens).
  • As orientações e intervenções no percusso serão fundamentais, principalmente se a turma não tiver domínio sobre os programas de edição de imagem e vídeo. 
  • Exiba os vídeo clipes e até escolha os melhores para serem publicados em blogs.
  • O dia da exibição pode ser um dia lúdico, como simular um programa de vídeo clipes e premiação de mentirinha.


  • Dinâmicas de Leituras:


  • Proposta 1: Ler em grupo é melhor:
  1. Proponha que os alunos em grupos (de no máximo 4 pessoas) realizem a leitura de determinado texto.
  2. O grupo deve fazer uma discussão sobre o tema principal do texto e elaborar 2 questões sobre o texto, com as devidas respostas. O professor poderá determinar o parágrafo para evitar repetições nas perguntas ou utilizar a repetição como uma forma de retomada e levantamento de dúvidas, ou ainda para reforçar uma ideia.
  3. Recolha as questões de cada grupo e redistribua-as de forma que fiquem trocadas.
  4. Determine um tempo para que as questões sejam respondidas pelos outros grupos e troque novamente as questões até que todos tenham respondido todas as questões elaboradas.
  5. Solicite que os grupos compartilhem as perguntas com as devidas respostas e corrijam- se.

  • Proposta 2: Palavras Cruzadas ajudam:
  1. Proponha que os alunos em grupos realizem a leitura de determinado texto.
  2. O grupo deve fazer uma discussão sobre o assunto principal do texto e elaborar palavras cruzadas (ou caça palavras). Delimite o número de questões, em geral proponho 10.
  3. As cruzadas deverão ser feitas em papel pardo ou cartolina, de forma que fiquem bem visíveis.
  4. Os grupos deverão trocá-las entre si e terão um determinado tempo para resolvê-las.
  5. As resoluções deverão ser afixadas no quadro ou parede para uma roda de conversa, levantamento das dúvidas e esclarecimentos sobre o tema principal.
DICA 1: Costumo caminhar pela sala de grupo em grupo, orientando, observando e sugerindo. Sento um pouco com o grupo e dou dicas.

DICA 2: Uma forma de incentivo para as dinâmicas é "premiar" os grupos que tenham melhor desempenho. Isso pode ser feito com incentivo à leitura, tentando parcerias com editoras que possam doar livros para este fim, ou ainda, com verba da própria escola, para comprar algumas revistinhas, livros ou gibis. Não defendo que o professor compre com seu salário.

  • A formação do povo brasileiro

Público alvo: 7º Ano (6ª série)

Expectativas de ensino / aprendizagem:

• Compreender a formação do povo brasileiro partindo do estudo das matrizes indígena, africana e portuguesa;
• Conhecer a diversidade cultural da população brasileira;

Objetivos:

• Construir sua identidade partindo do reconhecimento das suas origens;
• Aprender a valorizar e respeitar a diversidade que compõe o povo brasileiro;
• Desconstruir os preconceitos através da ampliação do capital cultural;



1ª Etapa: Reunindo material
• Levante várias canções que retratem as origens do povo brasileiro para utilizar no decorrer das aulas. Elas podem auxiliar na mobilização da turma para o tema.
• Reúna textos auxiliares de vários gêneros literários.
• Selecione mapas com a rota do tráfico; as terras demarcadas indígenas; densidade demográfica; distribuição da população por cor / etnia;
• Sugestões de sites: www.ibge.gov.br;
• Selecione trechos do documentário "O Povo Brasileiro" (disponível no Youtube)
• Monte um roteiro para uma pesquisa dos alunos sobre as suas origens, como produto final montem um painel para exposição.

2ª Etapa: Quem são os brasileiros?
• Realizar uma "batalha de idéias" com a turma partindo da pergunta: que povos formaram o povo brasileiro?
• Sistematizar as idéias no quadro para que possam ser debatidas.
• Nessa etapa é importante observar como os alunos reconhecem os povos que originaram o Brasil, se há preconceito nas colocações ou constrangimentos.

3ª Etapa: Trabalhando com música
• Para mobilizar a turma você pode trabalhar com músicas, sugestões iniciais:
1. O descobrimento segundo Adal – da banda UAFRO, banda de Santo André (ABC Paulista). Música disponível em http://www.myspace.com/uafrobanda e o clipe em http://www.youtube.com/watch?v=b8eLu4-2Etw . A letra da música trata da dominação dos portugueses sobre os povos indígenas e africanos.
2. Canto das três Raças – voz de Clara Nunes, que retrata o trabalho pesado da escravidão negra e indígena.
3. Inclassificáveis – de Arnaldo Antunes, que vai tratar de toda a miscigenação do povo brasileiro.

• Outra sugestão é tocar uma música ao final de cada aula, enquanto estiver trabalhando o tema. Pedir que os alunos tragam músicas também.

4ª Etapa: Trabalhando com textos auxiliares e com vídeo:
• Trabalhar o conceito de etnia;
• Texto sobre a contribuição dos povos indígenas, africanos e portugueses na construção cultural do Brasil;
• Trabalhar um texto sobre o Mito da democracia Racial
• Trabalhar gráficos com índices da distribuição da população brasileira por cor e raça, como trabalha o IBGE.
-Trabalhar trechos selecionados do documentário "O povo Brasileiro"


 5ª Etapa: Pesquisando as origens
• Elaboração de roteiro de pesquisa sobre as origens familiares:

1. As raízes de nascimento - construir um mapa localizando:
a) Onde você nasceu: cidade, estado, país;
b) Onde seus pais nasceram: cidade, estado, país;
c) Onde nasceram seus avós e bisavós: cidade, estado, país;

2. Quais são suas raízes étnicas:
a) Pesquise junto a seus familiares a sua descendência: indígena, africana, européia, asiática, etc.
b) Identifique os lados da família onde estão as raízes encontradas – você pode montar uma “arvora genealógica”.
c) A origem do sobrenome pode ser uma pista interessante;

 3. Reconhecendo as influências:
• Solicitar que os alunos pesquisem as influências culturais das regiões de onde provem sua descendência: culinária, musicalidade, dança, sotaque, etc.
• Pesquise as suas influências culturais em casa e no cotidiano.
• Estabeleça um comparativo entre as influências.

4. Conclusão:
• Importante na conclusão será os alunos colocarem o que aprenderam de sua brasilidade e suas influências culturais.

5. Anexos:
• Anexar fotografias da família;
• Imagens dos lugares descobertos;
• Imagens do povo brasileiro;

 6ª Etapa: Exposição
• Cada aluno deverá confeccionar um painel partindo da pesquisa realizada;
• Exposição dos painéis para as outras turmas;
• Preparar o ambiente para a exposição: música ambiente; exposição de vídeo;


Paisagens Construídas / humanizadas e Naturais: Produção de vídeo clipes



Público alvo: 6º ano

  • Num primeiro momento, levante com os alunos onde reconhecem que existem paisagens. Coloque na lousa as respostas. (Em geral as paisagens naturais são as que aparecem mais nas respostas).
  • Depois de forma lúdica trabalhe com canções que retratem paisagens diferentes: Paisagem na Janela, Saudosa Maloca, Homem na Estrada,  Paisagem de Amor, etc.
  • As músicas citadas retratam lugares diferentes, se possível coloque trechos das canções para que ouçam e trechos das letras para que visualizem, mas não vejo a necessidade de copiar as letras.
  • Peça para os alunos descreverem como seria o lugar citado em cada canção e compartilhem as ideias.
  • Se algum aluno desenha bem, peça que ilustre o lugar no quadro, e mostre as diferentes paisagens dos lugares.
  • Para a produção do vídeo clipe, lance a proposta que tragam outras canções com retatros de diferentes paisagens, sugira um modelo de roteiro. A produção deverá ser em grupos.
  • Nas próximas aulas, em parceria com o Laboratório de Informática, mãos à obra, os alunos deverão elaborar os roteiro e começar as produções e edições dos vídeos. Não esquecendo que o foco são as diferentes paisagens retratadas nas canções.
  • Exiba os vídeo clipes e até escolha os melhores para serem publicados em blogs.

UTILIZANDO ROTEIROS DE PESQUISA:

Os roteiros de pesquisa podem ser grandes aliados na hora de solicitar pesquisas aos estudantes, pois os levam ao "x" da questão. Comecei a criar roteiros diante dos calhamaços de  pesquisas que recebia e não sabia nem por onde começar a leitura, que acabava não sendo feita. O roteiro traça um caminho, e você poderá ainda dividir as grupos para que apesentem diferentes itens da pesquisa, sem aquela repetição de seminários. Facilita a correção e o seminário, ou roda de conversa.
Você pode ainda utilizar o conceito de Webquest, sugerindo em seu blog ou rede social as fontes de pesquisa para a turma.


Exemplo de pesquisa com roteiro:

Público alvo: 8º ano (antiga 7ª série)

Tema da pesquisa: Resultado do Imperialismo em Ruanda, no continente africano.

Objetivos: Entender a redefinição das fronteiras e o papel dos Estados nacionais, compreendendo a atual organização política do mundo.

Orientações: O roteiro orienta a pesquisa, nele constam exatamente as informações que deverão ser pesquisadas. O roteiro deve ser seguido e colocado no trabalho item por item, ou seja, item e a resposta em seguida.

Roteiro:

1. Pesquise e imprima o mapa Mundi mudo:

  • Clique AQUI para visualizar o mapa;

2. Localize no mapa Mundi, com o auxílio do Atlas: Ruanda e os países europeus que invadiram e colonizaram a região em que Ruanda se encontra, ao longo dos séculos XVI, XVIII e XIX. Coloque título e legenda no mapa:


3. Pesquise as principais matérias-primas exploradas em Ruanda pelos colonizadores: 


4. Pesquise quando (data) e como (história) Ruanda se tornou um país independente: 


5. Pesquise os motivos da Guerra Civil entre as etnias Tutsis e Hutus em Ruanda em 1994: 


6. Pesquise quem é o atual presidente de Ruanda:


7. Pesquise dados socioeconômicos de Ruanda: o número de habitantes; o PIB per capitã; o IDH: 


8. Conclusão: O que aprendi sobre a história de Ruanda? (Produção de texto do grupo)

9. Anexos: imagens atuais de Ruanda; reportagens atuais sobre Ruanda;

10. Referências: escreva as fontes de pesquisa.